Autor: Ronaldo Nunes
•10/15/2010 09:28:00 AM

Todo palhaço é triste
Me lembro bem dessa frase
Que um grande homem me disse
Não sei se ele estava certo
Só sei que em alguns casos
Esta verdade incidi

Outro dia vi um palhaço
Antes, durante e depois de um show
Conheci sua outra face
Aquela que o show não mostrou
No palco era alegre e divertido
Lá o seu público encantou

Acaba-se o espetáculo
A cota de risadas já se encerrou
O que antes era divertido
Agora tenso ficou
Tirou a maquiagem
E no rosto a tristeza imperou

Por trás de um palhaço engraçado
Havia um rosto sofredor
Que tem família e preocupações
Que tem problemas e desilusões
Que alegra os outros primeiro
E a sua felicidade fica pra depois

Palhaço que oferece risadas
Para em casa garantir ao menos o arroz
Assim persiste os medos do palhaço
O homem honesto e dedicado
Que sem maquiagem é ignorado
Um rosto que transparecia derrotado

Mas ele não podia se entregar
Pois não tinha tempo nem para reclamar
Pai de família
Comida no prato tem que botar
Assim se vão os seus dias
Sem alegria, com vontade de chorar

Mas o palhaço não chora
Seu ofício é a platéia alegrar
Uma pena que quando sai do picadeiro
Poucos por ele irão se importar.




Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 10/15/2010 09:28:00 AM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

3 comentários:

On 15 de outubro de 2010 21:13 , André Luis de Vasconcelos disse...

mais uma bela poesia A Alegria que se Fantasiou de Alegria Para não Transparecer sofredor... Muito Loka a Poesia Tamujuntu guerreiro...

 
On 4 de dezembro de 2010 18:18 , Larissa disse...

que tocante!

 
On 13 de fevereiro de 2014 03:46 , Márcia Aparecida Souza disse...

Mt bom.. A gnt v pessoas sorrindo a todo instante, mas nao sabemos o q tem por traz dakele sorriso..